segunda-feira, 11 de abril de 2011

Até onde vamos?...

Diante de tanta tristeza e da imposibilidade de fazer alguma coisa, eu simplesmente faço minhas as palavras do síndico:
"Alô alô Realengo, AQUELE ABRAÇO!"

2 comentários:

  1. E agora? Qual o motivo da nova tristeza? Ou é a velha mesmo?
    Iza.

    ResponderExcluir