quarta-feira, 29 de fevereiro de 2012

Porque é preciso deixar passar...

Uma hora a gente pára pra pensar e percebe que passou.
Simples assim, aquele turbilhão de coisas, aquele sentimento impulsivo, aquele aperto no peito, passou!


É como se no meio da noite, enquanto dormimos,um anjo observa nosso sonho e percebe que já se passou tempo demais gastando energia por aquilo que tanto se quis e não se teve. Diante disso, ele sabe que é preciso deixar o coração limpo e as janelas abetas para que o novo aproxime-se. Daí, ele mesmo se encarrega de dar uma faxina geral nas angústias, limpar as gavetas da memória, esvaziar a lixeira (afinal, se ainda está na lixeira é porque não foi embora!).
Na manhã seguinte, acordamos, respiramos e só um pensamento passa pela cabeça: é... passou!

E ao longo do dia nos sentimos mais leves, mais limpos, mais abertos. É como se quilos de saudade do que nunca se teve fossem dar um passeio eterno. Passem bem! E que não voltem mais!

No fim de tudo é isso, não fica nada. O sofrimento te fez aprender, o tombo te fez crescer, agora você é uma menina-mulher mais menina-mulher do que antes. Ótimo saber! Agora, bora partir pra outra? É que o coração não pode se tornar um lugar vazio. É preciso que coisas, pessoas e lugares se instalem. Coração é terra de ninguém, mas sozinho, não convém!

Assim, de coração limpo e alma aberta, eu me abro em flores. Sem medos, sem memórias, sem esperar pelo que não vem. É entender que tem coisa que simplesmente não vem! Mas enquanto eu estiver com a mão fechada segurando o que não existe, o existente não vai poder pegar na minha mão... Por isso agora caminho com mãos leves arpejando o vento! Para que assim, seja muito mais fácil alguém pegar na minha mão e seguir comigo. Alguém que realmente queira seguir...

2 comentários:

  1. vdd ainda bem q temos esse escape...
    chega uma hora q simplesmente passa

    ResponderExcluir